EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Israel: Eleições antecipadas após dissolução do Parlamento

Israel: Eleições antecipadas após dissolução do Parlamento
Direitos de autor 
De  Fernando Peneda com Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Os deputados israelitas aprovaram a dissolução do parlamento, abrindo caminho à realização de eleições antecipadas, a 17 de março. Esta decisão surge

PUBLICIDADE

Os deputados israelitas aprovaram a dissolução do parlamento, abrindo caminho à realização de eleições antecipadas, a 17 de março.

Esta decisão surge após Benjamin Netanyahu ter demitido na semana passada os ministros das Finanças e da Justiça, acusando-os de boicotar o seu governo.

Este episódio pôs fim à coligação que governa Israel desde o início de 2013, já que, com a saída dos dois ministros, o governo perdeu a maioria de 68 deputados que detinha no parlamento.

“A decisão foi do primeiro-ministro fruto do seu medo dos ministros. As eleições serão uma oportunidade para o substituir”, afirmou a ex-ministra da Justiça, Tzipi Livni.

Para formar uma nova maioria, Benjamin Netanyahu já deu indicações de que pretende renovar a aliança com os partidos ultraortodoxos, atualmente na oposição, mas considerados “aliados naturais” do Likud, partido de direita até agora no poder.

A oposição avançou que poderá formar um bloco contra uma nova coligação liderada por Netanyahu.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Sirenes soam em Telavive pela primeira vez em meses, depois do Hamas ter disparado rockets

Ministro israelita das Comunicações ordena a devolução do equipamento de vídeo apreendido à AP

Netanyahu critica mandado de captura do TPI como "o novo antissemitismo"