Última hora
This content is not available in your region

Fumo branco na Cimeira do Clima

Fumo branco na Cimeira do Clima
Tamanho do texto Aa Aa

Estão lançadas as bases para um novo acordo de combate às alterações climáticas.

A maratona negocial na Cimeira do Clima das Nações Unidas, no Peru, deu frutos dois dias depois da data prevista.

“Permitam-me dizer-lhes que não há textos perfeitos, mas este respeita as diferentes posições e penso que com este documento saímos todos a ganhar” refere Manuel Pulgar Vidal, ministro do Ambiente do Peru.

Os ecologistas falam de um acordo pouco ambicioso que não resolve os problemas ambientais.

O documento final de quatro páginas convida os países representados no encontro, a apresentar, no inicio de 2015, planos nacionais para reduzir as emissões de CO2. Propostas que vão servir de base ao novo acordo climático que vai ser assinado em Paris com o objetivo de substituir o Protocolo de Quioto, a partir de 2020.

O entendimento alcançado ao fim de mais de duas semanas de negociações prevê, ainda, um apoio financeiro por parte dos países ricos aos países em desenvolvimento. A China e a Índia já se congratularam com o resultado do encontro.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.