Última hora
This content is not available in your region

Fumo branco na Cimeira do Clima

Access to the comments Comentários
De  Lurdes Duro Pereira com AFP, Reuters
euronews_icons_loading
Fumo branco na Cimeira do Clima
Tamanho do texto Aa Aa

Estão lançadas as bases para um novo acordo de combate às alterações climáticas.

A maratona negocial na Cimeira do Clima das Nações Unidas, no Peru, deu frutos dois dias depois da data prevista.

“Permitam-me dizer-lhes que não há textos perfeitos, mas este respeita as diferentes posições e penso que com este documento saímos todos a ganhar” refere Manuel Pulgar Vidal, ministro do Ambiente do Peru.

Os ecologistas falam de um acordo pouco ambicioso que não resolve os problemas ambientais.

O documento final de quatro páginas convida os países representados no encontro, a apresentar, no inicio de 2015, planos nacionais para reduzir as emissões de CO2. Propostas que vão servir de base ao novo acordo climático que vai ser assinado em Paris com o objetivo de substituir o Protocolo de Quioto, a partir de 2020.

O entendimento alcançado ao fim de mais de duas semanas de negociações prevê, ainda, um apoio financeiro por parte dos países ricos aos países em desenvolvimento. A China e a Índia já se congratularam com o resultado do encontro.