Paquistão: Último dia de luto nacional em clima de medo

Paquistão: Último dia de luto nacional em clima de medo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O Paquistão vive o último dia de luto nacional, depois do massacre numa escola do exército, em Peshawar, que vitimou mais de 140 pessoas, na sua

PUBLICIDADE

O Paquistão vive o último dia de luto nacional, depois do massacre numa escola do exército, em Peshawar, que vitimou mais de 140 pessoas, na sua maioria alunos.

Por todo o país reza-se por aqueles que morreram neste ataque de militantes talibãs. Uma tragédia, uma das mais mortais na região, que chocou o mundo e deixou sequelas:

“Alguns alunos dizem que não querem estudar e não querem ir à escola, dizem que os terroristas virão, novamente, para matar-nos a todos. Uma série de estudantes perderam a vida nesta escola e os que sobreviveram estão com muito medo de regressar”, afirma um aluno.

O ataque da passada semana foi uma retaliação contra o exército e o governo paquistaneses, como frisou o porta-voz do grupo talibã que o concretizou.

Em resposta, o governo retoma as execuções já esta sexta-feira. Há cerca de 8.000 pessoas no corredor da morte no Paquistão, país onde o sistema judicial é lento e pouco fiável.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Incêndio em comboio no Paquistão faz pelo menos sete mortos

Incêndio em prédio de 14 andares em Valência faz pelo menos quatro mortos

Mãe de Alexei Navalny pede à justiça entrega do corpo