EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Abbas ameaça romper com Israel se a ONU rejeitar projeto de resolução sobre Estado palestino

Abbas ameaça romper com Israel se a ONU rejeitar projeto de resolução sobre Estado palestino
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O presidente da Autoridade Palestiniana ameaça cortar os laços com Israel se o projeto de resolução submetido pelos palestinianos no Conselho de

PUBLICIDADE

O presidente da Autoridade Palestiniana ameaça cortar os laços com Israel se o projeto de resolução submetido pelos palestinianos no Conselho de Segurança das Nações Unidas não vingar.

De visita à Argélia, onde reuniu com o presidente do país, Mahmoud Abbas referiu a determinação dos palestinianos em restaurar os direitos.

Na semana passada, os palestinianos submeteram ao Conselho de Segurança da ONU um projeto de resolução a sugerir um acordo de paz com Israel num prazo de doze meses. O documento contempla ainda a retirada israelita dos territórios palestinos ocupados antes do fim de 2017.

A última versão do texto define também Jerusalém Leste como capital de um futuro Estado palestino. Em Jerusalém Leste, precisamente, prossegue a implantação de colonatos judaicos.

O clima de incerteza adensa-se à medida que o tempo avança. O Conselho de Segurança deverá votar o projeto de resolução antes do final do ano.

Os últimos confrontos entre israelitas e palestinianos na Cisjordânia registaram-se quando várias pessoas, vestidas de Pai Natal, se reuniram num posto de controlo em Belém para protestar contra a ocupação.

O exército israelita diz que 80 manifestantes arremessaram pedras contra as equipas de intervenção.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Segundo maior hospital de Gaza não está operacional. Israel quer reféns libertados até ao Ramadão

Israel diz ter descoberto túneis do Hamas debaixo da sede da UNRWA

Guerra Israel-Hamas: ataques intensificam-se no centro e sul de Gaza