EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Ucrânia: Poroshenko confirma encontro com Putin

Ucrânia: Poroshenko confirma encontro com Putin
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, anunciou que se vai encontrar com o líder russo Vladimir Putin com o objetivo de impulsionar o processo de

PUBLICIDADE

O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, anunciou que se vai encontrar com o líder russo Vladimir Putin com o objetivo de impulsionar o processo de paz para o leste ucraniano.

A reunião entre os dois chefes de Estado terá lugar em Astana no Cazaquistão a 15 de janeiro e contará com a presença da chanceler alemã, Angela Merkel, e do presidente francês, François Hollande.

Durante a conferência de imprensa desta segunda-feira em Kiev, Poroshenko não deixou de acusar a Rússia de agressão direta.

Sobre a Nato, descartou a adesão da Ucrânia a curto prazo e salientou que a reunião de janeiro com Putin não significa o abandono do protocolo de Minsk.

“A condição chave do protocolo de Minsk – que trará de imediato a paz para o nosso país – é bloquear as nossas fronteiras e retirar as forças estrangeiras do nosso território. Assim que essas tropas saiam do nosso território, não haverá mais conflito. De facto não existe, é fabricado”, declarou.

No terreno, os civis que ainda permanecem em Lugansk e Donetsk, sob controlo rebelde, preparam-se para uma passagem de ano menos abundante.

Poderia ser pior, existe ajuda humanitária.

Em relação aos desejos para 2015, uma idosa pede
“paz e o pagamento das pensões e dos benefícios que costumavam ter por terem crianças. Se o governo não nos pagar, vamos morrer à fome”, concluiu.

De acordo com o fundo Rinat Akhmetov, já foram distribuídos em Lugansk e Donetsk quase um milhão e meio de cabazes alimentares.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Maior hospital pediátrico de Kiev alvo de ataque russo

Ucrânia atinge com drones depósito de munições no interior da Rússia

Pelo menos cinco mortos em ataque russo com mísseis a Dnipro