Última hora
This content is not available in your region

Palestina formaliza adesão ao TPI

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira com AFP, REUTERS
Palestina formaliza adesão ao TPI
Tamanho do texto Aa Aa

A Autoridade Palestiniana deu mais um passo na luta pelo reconhecimento de um Estado.

Vamos querer que seja feita justiça a todas as vítimas de Israel, o poder ocupante.

A carta a pedir a adesão da Palestina ao Tribunal Penal Internacional (TPI) foi já entregue pelo representante palestiniano na ONU, Riyad Mansour.

Trata-se de uma formalidade. O estatuto de membro do TPI não pode ser impedido por terceiros e dever tornar-se efetivo dentro de dois meses: “É um passo muito importante, com o qual vamos procurar que seja feita justiça pelos meios legais. É uma opção pacífica e civilizada. Com ela, vamos querer que seja feita justiça a todas as vítimas de Israel, o poder ocupante”, disse Mansour, depois da entrega do documento.

O presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, assinou 20 tratados internacionais, incluindo o Estatuto de Roma, que institui o TPI. Isto abre o caminho à perseguição de responsáveis israelitas por parte da Palestina.

Antes, Abbas tinha tentado, sem sucesso, fazer aprovar pelo Conselho de Segurança da ONU uma resolução que previa o reconhecimento do Estado palestiniano e um plano de paz com Israel em várias fases.