EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Presidente da Gâmbia acusa países ocidentais de fornecerem armas a dissidentes

Presidente da Gâmbia acusa países ocidentais de fornecerem armas a dissidentes
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O presidente da Gâmbia acusou vários países ocidentais de abrigarem os responsáveis pela tentativa falhada de golpe de Estado ocorrida no início da

PUBLICIDADE

O presidente da Gâmbia acusou vários países ocidentais de abrigarem os responsáveis pela tentativa falhada de golpe de Estado ocorrida no início da semana. Na terça-feira, um grupo de homens armados atacou o palácio presidencial mas as forças governamentais repeliram o assalto. O presidente Yahya Jammeh encontrava-se no Dubai, para uma visita de caráter privado. De regresso ao país, na quarta-feira, desvalorizou a intentona.

“Isto não foi um golpe de Estado, foi um ataque feito por dissidentes com base nos Estados Unidos, Alemanha e Reino Unido. Estas armas e este material na posse dos atacantes são fabricados nos Estados Unidos. Deixem os dirigentes africanos defender os recursos dos seus países em benefício do seu povo” – declarou o chefe de Estado que chegou ao poder há 20 anos na sequência de um golpe de Estado.

Várias dezenas de civis e militares foram entretanto detidos. O regime de Jammeh é acusado de violações de direitos humanos, como eliminação de opositores ou condenação de homossexuais a penas de prisão perpétua.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Vice-presidente do Malawi morreu em desastre de avião

Líder militar vence eleições no Chade, apesar de alegações de fraude

Canárias recebem dezenas de migrantes por dia e já duplicaram centros de acolhimento