Albaneses kosovares: a fuga do desespero

Albaneses kosovares: a fuga do desespero
De  Lurdes Duro Pereira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
PUBLICIDADE

Cerca de 40 mil albaneses abandonaram o Kosovo entre setembro de 2014 e janeiro deste ano.

Os números avançados pelo ministério do Interior acentuam a tendência de imigração em massa verificada ao longo dos últimos 12 meses motivada pelo desemprego e pelo aumento da criminalidade.

Os países vizinhos não escondem a inquietude. Nos últimos dias, cerca de 8 mil imigrantes foram detidos depois de atravessar a fronteira com a Hungria. Um episódio que não abala a determinação dos que acreditam num futuro melhor.

“Estamos a abandonar o país porque não temos emprego. Aqui não temos trabalho, nem futuro. Onde estão os políticos que não se importam com as pessoas?” pergunta um homem.

A Hungria admite alterações na lei para travar a entrada crescente de imigrantes no país que, de acordo com as autoridades, é para muitos um ponto de passagem rumo a outros da União Europeia

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Milhares de sérvios do Kosovo protestam contra decisão de abolir o dinar

UE preocupada com proibição de moeda sérvia no Kosovo

Albin Kurti apela a preenchimento do vazio de segurança no norte do Kosovo