Última hora

Próximo de Bin Laden considerado culpado de envolvimento nos atentados às embaixadas dos EUA no Quénia e Tanzânia

Próximo de Bin Laden considerado culpado de envolvimento nos atentados às embaixadas dos EUA no Quénia e Tanzânia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Nos Estados Unidos, Khalid al-Fawwaz, um saudita, apresentado como próximo de Osama bin Laden, foi considerado culpado de conspiração por envolvimento nos ataques contra duas embaixadas norte-americanas em África, em 1998.

O saudita de 52 anos, cujo julgamento começou a 20 de janeiro, foi acusado de conspirar para matar norte-americanos e destruir propriedade dos Estados Unidos e pode ser condenado a prisão perpétua. A sentença será conhecida a 21 de maio.

Os atentados no Quénia e na Tanzânia provocaram 224 mortos e cerca de cinco mil feridos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.