Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Irão - Turquia: Economia aproxima o que a política separa

Irão - Turquia: Economia aproxima o que a política separa
Tamanho do texto Aa Aa

Adversários nas políticas e nos conflitos regionais mas parceiros por necessidade nas questões da energia e do comércio: Os presidentes do Irão e da Turquia reuniram-se, esta terça-feira, em Teerão. Uma visita oficial de Recep Tayyip Erdogan muito contestada no coração da antiga Pérsia.

Os ataques de países terceiros no Iémen têm de parar. (Rohani)

Ancara e Teerão estão em lados opostos das trincheiras no que diz respeito à Síria e ao Iémen.

O presidente do Irão garantiu que os dois chefes de Estado querem “ver o fim do conflito e do banho de sangue no Iémen. Os ataques de países terceiros no Iémen têm de parar”, afirmou Hassan Rohani.

Já o presidente da Turquia preferiu utilizar o condicional: “Devíamos conversar e negociar em conjunto um fim para este banho de sangue, para estas matanças. Devíamos tentar sentar à mesa as diferentes facções e ver como é que podemos mediar a questão”, referiu Recep Tayyip Erdogan.

Mas, se os dois países são adversários no campo político, a economia obriga-os a um suavizar de posições. A Turquia depende do gás iraniano e Teerão, estrangulado pelas sanções, necessita desesperadamente de mercados para as exportações. Assim, foram assinados 8 acordos em vários domínios e os dois países expressaram o desejo de ver as trocas comerciais duplicarem de valor, este ano, para cerca de 30.000 milhões de dólares.