A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Mulher aproveita tragédia da Germanwings para viajar de graça

Mulher aproveita tragédia da Germanwings para viajar de graça
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma mulher ter-se-á feito passar por prima de uma passageira do voo fatídico Germanwings e viajou até França, de graça, no avião da Lufthansa para os familiares das vítimas. A notícia é avançada pelo Halterner Zeitung, o jornal da localidade dos 16 estudantes e das duas professoras que embarcaram no aparelho que foi lançado contra a montanha. De acordo com este meio de comunicação social, a alegada passageira levou consigo mais três pessoas na viagem, visitou o local da tragédia e recebeu ajuda psicológica. A mesma fonte refere também que a Lufthansa apresentou queixa contra a mulher.

Esta quinta-feira, a autoridade alemã do transporte aéreo e a casa-mãe da Germanwings declararam que o copiloto que provocou deliberadamente o acidente, Andreas Lubitz, tinha obtido a licença de forma regulamentar. O presidente da associação de medicina aeronáutica reclamou há dois dias análises laboratoriais dos pilotos para detetar atempadamente o uso e abuso de drogas legais ou ilegais de forma a tratar os pilotos. O Dr. Hans-Werner Teichmuller explicou igualmente que são feitos muitos exames médicos, com exceção dos testes laboratoriais, e aponta o dedo à Agência Europeia de Segurança Aérea porque não seguiu as recomendações da associação.