This content is not available in your region

EUA: corrente humana e missa emotiva em Charleston

Access to the comments Comentários
De  Rodrigo Barbosa  com Lusa / AFP
EUA: corrente humana e missa emotiva em Charleston

Milhares de pessoas participaram numa corrente humana com quase quatro quilómetros para homenagear as vítimas do massacre na igreja de Charleston, nos Estados Unidos.

A ponte Arthur Ravenel, sobre o rio Cooper – que liga Charleston a Mount Pleasant -, foi o palco escolhido para a manifestação, pautada com mensagens contra o racismo e pelo respeito da vida humana.

Os participantes observaram nove minutos de silêncio, um por cada uma das vítimas do ataque perpetrado por Dylann Roof.

O atirador de 21 anos foi formalmente acusado de homicídio. Roof terá dito que o objetivo do ataque era iniciar uma “guerra racial”, acusando a comunidade afro-americana de se estar a “apoderar” do país.

A Igreja Africana Episcopal Metodista Emanuel, palco do massacre, no Estado da Carolina do Sul, organizou este domingo a primeira missa desde o ataque da passada quarta-feira.

Um momento emotivo, durante o qual o pastor convidado, John Gillison, frisou que o jovem atirador falhou na tentativa de esmagar o espírito de amor e fé na comunidade.