A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Burundi: Eleições contestadas podem levar a guerra civil

Burundi: Eleições contestadas podem levar a guerra civil
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No Burundi, a situação aproxima-se da guerra civil. As eleições, que começaram esta terça-feira, têm como resultado quase certo a atribuição de um terceiro mandato ao presidente Pierre Nkurunziza. Os confrontos entre apoiantes do presidente e da oposição estão a escalar. Os mais recentes provocaram dois mortos.

A situação pode degenerar em guerra civil, já que a oposição tem um braço armado, que pode vir a angariar membros do exército regular.

As eleições não devem trazer qualquer surpresa: A oposição decidiu boicotar.

Diz um eleitor: “Quero que a pessoa em quem votei garanta a minha segurança e a estabilidade do país. Deve assegurar a segurança de todos”.

Nkurunziza concorre contra três candidatos considerados próximos do regime e um opositor, Agathon Rwassa, que não retirou a candidatura, mas boicotou a campanha. Os outros candidatos da oposição retiraram as candidaturas.