Última hora

Ucrânia desperta para uma tardia "caça às bruxas"

Ucrânia desperta para uma tardia "caça às bruxas"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A justiça ucraniana lançou um vasto processo de investigação contra ex-colaboradores do antigo regime e prepara uma série de julgamentos.

Entre os visados estão o ex-presidente, Viktor Yanukovich, o ex-presidente do Banco Nacional e o ex-ministro das finanças entre outros.

O Procurador-Geral, Viktor Shokin disse que um processo judicial à revelia vai começar contra um certo número de antigas figuras políticas altamente posicionadas.

Vitaliy Shabunin, responsável pela Acão Anti-corrupção comenta:

“Nos últimos tempos os Procuradores não fizeram o que podiam ter feito. Pelo menos poderiam ter detido os ativos de Yanukovych. Além disso, o ex-Procurador-Geral fez de tudo para destruir as provas e as contas congeladas foram descongeladas. Isso pode ser visto como uma vitória? Não. Pelo menos, a investigação criminal devia ter sido feita há seis meses. Será que a Rússia vai extraditar Yanukovych? Não, não vai”.

A Interpol pôs Yanukovych na lista das pessoas procuradas desde que as autoridades ucranianas o acusaram de ter desviado milhões de dólares em fundos públicos no início de 2015.

Mas no início do mês, o nome do antigo presidente ucraniano deixou de constar nessa lista.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.