Última hora
This content is not available in your region

Paquistão executa jovem condenado à morte na adolescência

Paquistão executa jovem condenado à morte na adolescência
Tamanho do texto Aa Aa

A justiça paquistanesa executou esta terça-feira um prisioneiro condenado à pena de morte quando tinha apenas 14 anos, por alegadamente ter assassinado uma criança de sete anos.

Apesar do protesto de grupos de direitos humanos, da ONU e a União Europeia a pena foi aplicada embora prevaleça a dúvida sobre o crime de que foi acusado.

Hussain, simbolo de oposição ao regresso da pena capital no país, foi condenado à morte em 2004 por um tribunal que trata os casos de terrorismo. Apelos sucessivos de clemência em 2006 e 2007 à presidência do Paquistão não surtiram efeito.

A União Europeia também pediu recentemente a suspensão da
execução. A Amnistia Internacional descreveu todo o processo como uma “farsa”.

O Paquistão executou mais de 150 dos 8.000 detidos que aguardam no corredor da morte.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.