A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Equador: Oposição e comunidades indígenas fazem greve nacional

Equador: Oposição e comunidades indígenas fazem greve nacional
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Equador foi palco de uma greve nacional esta quinta-feira, convocada pela oposição e por alguns setores da comunidade indígena. Os manifestantes contestam as políticas do presidente socialista Rafael Correa e o projeto de alteração da Constituição para acabar com o limite de mandatos presidenciais. Correa foi eleito em 2007 e pretende concorrer a um quarto mandato em 2017.

Apesar da mobilização dos sindicatos na capital, Quito, e em Guayaquil, a maior cidade do país, os setores dos transportes, da educação e da saúde funcionaram normalmente. O presidente declarou, por isso, que a greve nacional não foi bem-sucedida.

Os manifestantes que marcharam em Quito foram impedidos pela polícia de alcançar a Praça da Independência, onde decorria um comício do governo. As escaramuças fizeram vários feridos.