Última hora
This content is not available in your region

Petróleo segue em queda

Petróleo segue em queda
Tamanho do texto Aa Aa

Os preços do petróleo continuam em queda, prolongando a descida iniciada terça-feira, que se segue a três dias de ganhos, os mais elevados desde 1990. Os receios quanto à economia global estão a exacerbar as preocupações de que um excesso de oferta de crude possa durar mais do que o esperado.

O crash do petróleo traduz-se numa perda anual de 47.5% do barril de Brent e de 54% para o WTI, referência dos Estados Unidos.

Dados industriais fracos da China, dos Estados Unidos e da Europa afetaram as ações. E estes indicadores, juntamente com o facto de as reservas norte-americanas serem mais elevadas do que o esperado, pressionaram os preços do petróleo.