EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Estados Unidos admitem ter bombardeado acidentalmente um hospital dos MSF no Afeganistão

Estados Unidos admitem ter bombardeado acidentalmente um hospital dos MSF no Afeganistão
Direitos de autor 
De  Euronews com reuters, efe, lusa
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O exército norte-americano reconhece que podem ter existido "danos colaterais" de um ataque aéreo noturno contra posições dos talibãs em Kunduz.

PUBLICIDADE

Os Estados Unidos admitem ser responsáveis pelo bombardeamento que acabou por atingir um hospital dos Médicos Sem Fronteiras (MSF), em Kunduz, no norte do Afeganistão.

O ataque aéreo da última noite matou pelo menos três membros do pessoal dos Médicos Sem Fronteiras. Mais de 30 pessoas estão dadas como desaparecidas.

#MSF#Kunduz trauma center aflame after aerial attack this morn. Staff tending to patients, each other, in aftermath pic.twitter.com/o6toDwivym

— Doctors w/o Borders (@MSF_USA) 3 outubro 2015

O exército norte-americano reconhece que podem ter existido “danos colaterais” de um bombardeamento noturno contra posições dos talibãs, que chegaram a controlar a cidade durante a semana.

A tomada de Kunduz, na segunda-feira, foi a conquista militar mais importante dos talibãs desde que em 2001 foram afastados do poder após a ofensiva liderada pelos Estados Unidos. A batalha pela cidade prossegue.

Os combates continuam em Kunduz, estamos preocupados com situação da população civil: http://t.co/oSOiwLm8kUpic.twitter.com/YkELF6ADWg

— CICV (@CICV_pt) 2 outubro 2015

Partilhe esta notíciaComentários