Texas executa hispânico que matou polícia em Dallas

Texas executa hispânico que matou polícia em Dallas
De  Euronews com EFE, REUTERS
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Texas agendou para esta noite a execução de Licho Escamilla, condenado pelo assassinato de um polícia em 2001.

PUBLICIDADE

O Texas agendou para esta noite a execução de Licho Escamilla, condenado pelo assassinato de um polícia em 2001.

É a 12.ª pessoa condenada à morte a ser executada, este ano, no Texas, o Estado que mais aplica a pena capital nos Estados Unidos.

Escamilla, um hispânico de 33 anos, foi considerado culpado da morte do agente Christopher James. Em novembro de 2001, o polícia fazia um serviço privado de vigilância numa discoteca de Dallas. Quando tentou separar uma briga em que participava Escamilla acabou por ser abatido.

Escamilla foi condenado à morte por injeção letal. Desde que a pena de morte foi reinstaurada no Texas, em 1976, passam a ser 530 os presos executados neste Estado norte-americano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Trump vence primárias na Carolina do Sul. Nikki Haley promete manter-se na corrida

Nova "Guerra das Estrelas": Rússia desenvolve sistema de mísseis nucleares antissatélite

Senado dos EUA aprova pacote de ajuda à Ucrânia