EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

OMS receia doenças após sismo no Afeganistão e Paquistão

OMS receia doenças após sismo no Afeganistão e Paquistão
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As equipas de resgate na luta contra o tempo para encontrar as vítimas do terramoto que matou mais de 350 pessoas na fronteira do Paquistão e

PUBLICIDADE

As equipas de resgate na luta contra o tempo para encontrar as vítimas do terramoto que matou mais de 350 pessoas na fronteira do Paquistão e Afeganistão.

Uma tarefa complicada pela topografia das regiões montanhosas e pela presença de Talibãs. O número de vítimas do desastre pode aumentar à medida que as operações de resgate avançam.

A OMS está preocupada com o aumento das necessidades de cuidados de saúde: Além dos traumas e das lesões imediatas há uma série de riscos para a saúde devido à contaminação da água, como diarreia, disenteria, hepatite A e E, infecções respiratórias agudas, outras doenças como o sarampo o tétano e assim por diante”.

O sismo de magnitude 7,5 provocou nas áreas remotas deslizamentos de terra e cortou as comunicações deixando localidades completamente isoladas.

Os Talibãs pediram às organizações humanitárias para “não poupar” na assistência às pessoas afetadas pelo terremoto e organizaram eles próprios equipas de salvamento.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Novo sismo de 6.3 no Afeganistão dias após um outro que fez mais de mil mortos

Terramoto no Afeganistão pode ter feito 3 mil mortes, dizem autoridades talibãs

Começaram os funerais das vítimas do sismo no Afeganistão