EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Ataques de Paris: mãe de bombista recebeu SMS da Síria

Ataques de Paris: mãe de bombista recebeu SMS da Síria
Direitos de autor 
De  Rodrigo Barbosa com AFP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Foued Mohamed-Aggad, um francês de 23 anos proveniente de Estrasburgo: esta é a identidade do terceiro terrorista suicida que se fez explodir no

PUBLICIDADE

Foued Mohamed-Aggad, um francês de 23 anos proveniente de Estrasburgo: esta é a identidade do terceiro terrorista suicida que se fez explodir no ataque à sala de espetáculos Bataclan, em Paris, onde 90 pessoas perderam a vida a 13 de novembro.

O atacante foi identificado através de testes de ADN. Segundo fontes próximas do inquérito, viajou no fim de 2013 para a Síria, para se unir ao grupo extremista Estado Islâmico, tal como os outros dois suicidas já identificados do ataque ao Bataclan, Omar Ismail Mostefai e Samy Amimour.

No bairro de Wissembourg, em Estrasburgo, o pai, Saiid Mohamed-Aggad diz que “não sabia que ele tinha voltado, nem sequer que tinha estado [na Síria], simplesmente que “ele se tinha ido embora há dois anos”. Afirma estar “surpreendido” com as revelações e diz mesmo que se imaginasse o que o filho faria “tê-lo-ía matado antes”.

Segundo o advogado da família, a mãe de Foued recebeu, depois dos ataques de Paris, um SMS enviado da Síria que dizia: “o teu filho morreu como mártir com os seus irmãos a 13 de novembro”.

Em Wissembourg, um jovem que o conhecia explica que reconheceu a foto divulgada e sentiu-se “chocado”. Diz que sentiu “tremores por todo o corpo” e ficou “de boca aberta”, mas “sobretudo desiludido”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

França recorda 130 vítimas dos atentados de Paris

Perfil dos atacantes de Paris

A tragédia de Paris vista pelos cartoonistas