Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Yannick Nézet-Séguin: O maestro omnipresente

Yannick Nézet-Séguin: O maestro omnipresente
Tamanho do texto Aa Aa

Apesar de também dirigir as orquestras de Roterdão e Montréal, e colaborar regularmente com as Filarmónicas de Berlim e Viena, o trabalho em Filadélfia tornou esta cidade numa nova casa para o carismático maestro canadiano Yannick Nézet-Séguin.

“Hoje, no espaço de apenas 45 minutos, encontrei duas pessoas no passeio que se viraram para mim e disseram: ‘Olá, Maestro!’. Depois havia quatro raparigas a tocar violino na rua que me pediram um abraço, a dizerem que ‘era o sonho da vida delas’, a tirarem fotos e tudo. No supermercado, alguém me disse que devia fazer um tributo a David Bowie. Por isso, em 45 minutos, fui abordado por cerca de dez pessoas. É isso que adoro em Filadélfia: as pessoas gostam da orquestra que têm, tanto os mais novos como os mais velhos, e não têm medo de o dizer.”

Veja este e outros excertos da entrevista no vídeo.