EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Egito: Itália quer participar nas investigações sobre a morte de estudante italiano

Egito: Itália quer participar nas investigações sobre a morte de estudante italiano
Direitos de autor 
De  Miguel Roque Dias com Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As autoridades italianas querem participar das investigações para apurar o que aconteceu a Giulio Regeni, o estudante italiano, encontrado morto, na

PUBLICIDADE

As autoridades italianas querem participar das investigações para apurar o que aconteceu a Giulio Regeni, o estudante italiano, encontrado morto, na quarta-feira, no Cairo, no Egito, com sinais de ter sido torturado.

O Ministério Público egípcio informou que o jovem de 28 anos foi encontrado junto a uma estrada que liga o Cairo à cidade de Alexandria.

O governo italiano chamou de urgência o embaixador do Egito, em Roma, para prestar explicações sobre o caso.

Não se sabe se a morte do italiano está ligado a algum ato de terrorismo, no entanto, os “media” italiano colocam a hipótese de o jovem estar envolvido com alguns grupos da oposição.

Giulio Regeni era estudante de doutoramento do departamento de Política e Estudos Internacionais do britânico Girton College, em Cambridge, e estava no Egito no âmbito de uma visita à Universidade Americana no Cairo.

As verdadeiras razões para a morte do cidadão italiano são, ainda, desconhecidas, e colocam questões e possibilidades. É por isso que as autoridades italianas pedem às autoridades do Cairo para participarem numa investigação conjunta, para se determinar as circunstâncias deste incidente.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Três feridos em ataque à faca no metro de Lyon

Christiania, em Copenhaga, quer renascer sem haxixe

Reféns em discoteca neerlandesa libertados. Suspeito detido pela polícia