Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Previsões de resultados afundam ações LinkedIn

Previsões de resultados afundam ações LinkedIn
Tamanho do texto Aa Aa

As ações LinkedIn afundam 43% após a publicação dos resultados e as previsões para o primeiro trimestre de 2016.

No quarto trimestre, a maior rede profissional do mundo teve prejuízos líquidos de mais de 8 milhões de euros, contra lucros um ano antes. O crescimento foi o pior em dois anos.

As receitas aumentaram 20%, contra cinquenta um ano antes. Já as despesas cresceram 30%, com a estratégia de expansão da empresa fora dos Estados Unidos e o reforço dos serviços de recrutamento empresasial.

A empresa, que liga empregadores e profissonais à procura de emprego, diz enfrentar uma forte pressão na Europa, Médio oriente, África e Ásia-Pacífico devido ao atual contexto económico.

LinkedIn conta com mais de 400 milhões de utilizadores. Para o primeiro trimestre prevê lucros de 55 cêntimos de dólar por ação e receitas de 820 milhões de dólares. Em ambos os casos os valores são inferiores às previsões dos analistas.