Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

"Brexit" - a cimeira do "ou vai ou racha"

"Brexit" - a cimeira do "ou vai ou racha"
Tamanho do texto Aa Aa

“Ou tudo ou nada” – é sensivelmente o ponto de vista do Reino Unido. Com a ameaça do “Brexit” a pairar como um espada de Dâmocles sobre a União Europeia, David Cameron submeteu aos parceiros um projeto de acordo, com as exigências britânicas.

Estamos em plena negociações, difíceis e sensíveis, sobre a questão do Reino Unido. Uma coisa me parece certa: esta é uma cimeira onde 'ou vai ou racha'! - Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu

Se os 27 o aceitarem, então o primeiro-ministro britânico fará campanha pelo “sim” à Europa no referendo que promete organizar este verão.

“Se pudermos alcançar um bom acordo, aceito-o, mas não aceitarei algo que não corresponda às nossas necessidades. O importante é fazer isto como deve ser – e não à pressa. Mas com boa vontade e com trabalho árduo, poderemos ter um bom acordo para a Grã-Bretanha”, afirmou Cameron à chegada à cimeira destas quinta e sexta-feiras.

Os parceiros europeus, por seu lado, querem evitar a saída do Reino Unido mas também querem evitar uma Europa “por medida”, com exceções que se alastrem a outros Estados membros.

Donald Tusk, o presidente do Conselho Europeu, admite que a situação é complexa: “Como sabem, estamos em plena negociações, difíceis e sensíveis, sobre a questão do Reino Unido. Uma coisa me parece certa: esta é uma cimeira onde ‘ou vai ou racha’!”

Entre os principais pontos de desacordo, a governação económica e as questões das migrações – o outro grande tema desta cimeira europeia, com a Grécia em linha de mira dos restantes Estados membros.