David Cameron pede unidade europeia face ao terrorismo

David Cameron pede unidade europeia face ao terrorismo
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

David Cameron reagiu, depois dos ataques terroristas desta manhã em Bruxelas, com um balanço até agora de mais de 30 mortos. O primeiro-ministro do

PUBLICIDADE

David Cameron reagiu, depois dos ataques terroristas desta manhã em Bruxelas, com um balanço até agora de mais de 30 mortos.

O primeiro-ministro do Reino Unido realçou a necessidade de uma posição europeia coesa: “Estes ataques foram na Bélgica, podiam ter sido no Reino Unido ou em França ou na Alemanha ou noutro sítio na Europa.Precisamos de estar juntos contra estes chocantes terroristas e de nos certificarmos de que eles não vão ganhar nunca. Também me certifiquei de que oferecemos todo o apoio às forças de segurança belgas nesta altura.
Obviamente, ainda estamos a receber informação e se houvesse algum indício de ameaça directa ao Reino Unido, subiriamos o nível de segurança para ainda mais alto do que está hoje.”

I have just spoken to the Belgian PM and offered our sympathies and condolences. We must stand with Belgium at this very difficult time.

— David Cameron (@David_Cameron) March 22, 2016

O sublinhar inglês da unidade europeia na luta contra o terrorismo alinha-se com outras posições oficiais, nomeadamente a do primeiro-ministro belga, Charles Michel, que após os ataques pediu calma e solidariedade, numa resposta europeia face à ameaça terrorista.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataques jihadistas em França e na Bélgica: Uma cronologia

Mapa dos atentados em Bruxelas

Atentados em Bruxelas: Autoridades procuram 3.º suspeito do ataque no aeroporto