Portugal: Tribunal Constitucional é último recurso de ex-agente da CIA

Portugal: Tribunal Constitucional é último recurso de ex-agente da CIA
De  Rodrigo Barbosa com Lusa / Público
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O advogado de Sabrina de Sousa apelou ao Tribunal Constitucional de Portugal, depois do Supremo Tribunal de Justiça rejeitar o recurso contra a

PUBLICIDADE

O advogado de Sabrina de Sousa apelou ao Tribunal Constitucional de Portugal, depois do Supremo Tribunal de Justiça rejeitar o recurso contra a extradição para Itália da ex-agente da CIA.

Nascida em Goa, na Índia, e com dupla nacionalidade norte-americana e portuguesa, Sabrina de Sousa foi detida em outubro de 2015 pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras no aeroporto de Lisboa, no seguimento de um mandado de captura europeu.

A antiga agente da CIA foi condenada à revelia, em Itália, por participar no sequestro do imã radical Abu Omar, em 2003, que os Estados Unidos acreditavam ter ligações com a Al-Qaeda de Osama Bin Laden.

Segundo o jornal Público, a decisão do Supremo Tribunal português de permitir a extradição para Itália, onde foi condenada a sete anos de prisão, tem como condição o seu regresso posterior a Portugal, para cumprir aí os quatro anos que lhe restam da pena.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O país mais velho da Europa: o que está por detrás do problema do envelhecimento em Itália?

Buraco abre-se em rua de Nápoles e engole dois carros

Arranca novo julgamento dos quatro egípcios acusados de matar estudante italiano Giulio Regeni