EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Avião da EgyptAir terá feito três aterragens de emergência antes de se despenhar

Avião da EgyptAir terá feito três aterragens de emergência antes de se despenhar
Direitos de autor 
De  Rodrigo Barbosa com France 3 / AFP / Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

No mesmo dia em que foi detetado o sinal de uma das caixas negras do avião da EgyptAir que se despenhou a 19 de maio, a televisão pública francesa France 3 afirmou que o aparelho efetuou três aterrage

PUBLICIDADE

No mesmo dia em que foi detetado o sinal de uma das caixas negras do avião da EgyptAir que se despenhou a 19 de maio, a televisão pública francesa France 3 afirmou que o aparelho efetuou três aterragens de emergência, nas 24 horas que antecederam a tragédia.

Questionado sobre esta revelação, o antigo diretor do Gabinete de Investigações e Análises (BEA, sigla em francês) da aviação civil francesa, Jean-Paul Troadec, afirmou que “é um elemento importante para os investigadores. Não se pode adivinhar o que aconteceu, mas não é normal dar meia-volta várias vezes, na sequência de um incidente técnico, sem encontrar nada”.

Sem divulgar a fonte das informações, o canal francês precisou que as aterragens foram motivadas por sinais de anomalias enviados pelos sistemas de alerta a bordo.

Troadec explicou que “são mensagens emitidas de forma automática, unicamente em caso de disfunção”.

Um navio da Marinha francesa detetou ontem, no Mediterrâneo, o sinal de uma das caixas negras do avião. No entanto, o ministério da aviação civil egípcia precisou que é preciso esperar uma semana pela chegada de outra embarcação, com equipamento adequado para trazer para a superfície a caixa em questão.

O voo MS804 da EgyptAir despenhou-se entre Creta e a costa norte do Egito, depois de desaparecer dos radares.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Processo de António Costa desce do Supremo para o DCIAP

Avião militar russo despenha-se com 15 pessoas a bordo

501 caixões e 200 sacos com cadáveres encontrados abandonados na Argentina