EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Encontrado "intacto" o corpo da criança atacada por aligátor na Florida

Encontrado "intacto" o corpo da criança atacada por aligátor na Florida
Direitos de autor 
De  Antonio Oliveira E Silva com ASSOCIATED PRESS, REUTERS
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O corpo do pequeno Lane Graves, a criança de dois anos atacada por um aligátor na Florida, foi encontrado esta quarta-feira perto do local onde tinha desaparecido.

PUBLICIDADE

O corpo do pequeno Lane Graves, a criança norte-americana de dois anos de Elkhorn, Nebraska, que tinha sido atacada por um aligátor ou jacaré-americano numa das praias do parque temático da Disney World e arrastada para dentro de um lago artificial, foi recuperado por uma equipa de mergulhadores. Lane foi encontrado cerca de 16 horas depois de ter sido dado o alerta pelo seu desaparecimento no lago artificial de Seven Seas Lagoon.

O xerife Jerry Demings disse que, ao parecer, o animal afogou a criança e deixou o corpo perto do local onde tinha sido visto pela última vez. Espera-se que seja realizada uma autópsia muito em breve.

Sheriff says body of 2-year-old Lane Graves of Nebraska, snatched by gator in Florida, has been recovered. https://t.co/6YZaT3POsc

— The Associated Press (@AP) June 15, 2016

As autoridades disseram que o ataque foi um acontecimento extremamente raro, ainda que existam mais de 1 milhão de aligatores em toda a Florida.
A Disney World tinha mandado fechar todas as praias no início da busca. Não se sabe ainda quando voltarão a abrir

Ainda que existam na zona avisos sobre a proibição de nadar, a verdade é que não existe qualquer referência sobre a existência de aligátores, o que levou a empresa a dizer que “vai rever a situação”.

A polícia diz que vai ainda investigar o caso para saber se os pais poderiam vir a ser acusados de negligência, mas tudo aponta para que tal não venha a acontecer.

A criança encontrava-se na beira do lago quando foi atacada pelo animal. O pai tentou então, desesperadamente, lutar contra o aligator, tendo sofrido lesões numa mão, mas nem ele, nem um salva-vidas que se encontrava no local conseguiram salvar o filho. Segundo várias testemunhas, o aligator deveria ter entre um e dois metros.

BREAKING: Remains of missing toddler found after gator attack at Disney hotel https://t.co/MPc179WqzHpic.twitter.com/ZSgjH1QHne

— Orlando Sentinel (@orlandosentinel) June 15, 2016

A praia onde a criança foi atacada fica na estância de luxo Grand Floridan, perto do parque temático MagicKingdom (Reino Mágico), da Disney.

A Florida é o terceiro estado mais populoso dos Estados Unidos, mas os ataques dee aligátores são raros. Desde 1973, 23 pessoas morreram em ataques deste tipo, de acordo com as estatísticas oficiais.

Alligator attack: How the swift, deadly reptiles kill their prey by drowning – https://t.co/DA9Yv7BA02https://t.co/5vpnBIAhCu#alligator

— Reptile News (@Reptilenews) June 15, 2016

A notícia da morte do pequeno Lane é apenas mais uma das tragédias que têm abatido o estado da Florida nos últimos dias. Domingo, um homem matou 49 pessoas e deixou 53 feridos ao abrir fogo numa discoteca LGBT, na cidade de Orlando, no que é considerado como o maior ataque deste tipo em toda a História dos Estados Unidos, Christina Grimmie, concorrente do programa TheVoice, foi morta a tiro no sábado quando se encontrava a assinar autógrafos, também na cidade de Orlando.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden chama nações "xenófobas" à Índia e Japão

EUA: estudantes universitários são presos por protestos pró-palestinos

Mike Pence: "A maioria dos norte-americanos acredita no nosso papel de líderes do mundo livre"