EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Duas dezenas de adeptos de futebol russos expulsos de França

Duas dezenas de adeptos de futebol russos expulsos de França
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

São 20 os adeptos de futebol russos que deixaram hoje um centro de detenção policial em Marselha, em direção ao aeroporto de Nice, expulsos de França no decorrer do Euro…

PUBLICIDADE

São 20 os adeptos de futebol russos que deixaram hoje um centro de detenção policial em Marselha, em direção ao aeroporto de Nice, expulsos de França no decorrer do Euro 2016.

Os fãs tinham sido detidos por violência, “no decurso de uma semana de confrontos“http://pt.euronews.com/2016/06/12/terceiro-dia-de-violencia-no-euro-2016/ que ensombraram o jogo de abertura da Rússia com a Inglaterra, a 11 de junho.

Desde então, a violência subiu ao norte de França, onde a Russia defrontou a Eslováquia na quarta feira e a Inglaterra jogou com o País de Gales.

Taking in some non football culture at a Lille market, and it would appear Euro 2016 violence was long predicted. pic.twitter.com/PfsyaAle3k

— Sport Witness (@Sport_Witness) June 18, 2016

Os 20 russos expulsos agora fazem parte de um total de 43 pessoas detidas na região de Marselha no início desta semana.

Na quinta feira, mais três russos foram presos por dois anos, 18 meses e um anos, respectivamente por um tribunal marselhês por planeamento de actos com intenção de lesar pessoas e destruir propriedade.

São, até agora, 12 os sentenciados a penas por violência, em Marselha, no decurso do Euro2016. Outros sete foram proibidos de entrar em estádios e quatro aguardam ainda julgamento.

O procurador Brice Robin disse que algumas destas pessoas haviam declarado pertencer a uma Volta à França da violência.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Atletas russos e bielorrussos excluídos da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos

Soldados ucranianos aprendem novas táticas e a usar armas modernas na UE

Pelo menos cinco mortos após bombardeamentos russos nas regiões de Donetsk e Kherson