Procuradora-geral dos EUA encerra investigação contra Clinton, Trump acusa a adversária de subornar Linch

Procuradora-geral dos EUA encerra investigação contra Clinton, Trump acusa a adversária de subornar Linch
De  Nara Madeira com AFP, Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Procuradora-Geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch, seguiu a recomendação do FBI e encerrou a investigação contra Hillary Clinton, no caso dos email oficiais enviados através do seu endereço eletró

PUBLICIDADE

A Procuradora-Geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch, seguiu a recomendação do FBI e encerrou a investigação contra Hillary Clinton, no caso dos email oficiais enviados através do seu endereço eletrónico privado, enquanto era Secretária de Estado. A decisão foi avançada pela própria, esta quarta-feira.

A possível candidata dos democratas à Casa Branca vê assim afastada a nuvem negra que pairava sobre a sua cabeça.

Já os republicanos continuam a insistir que a investigação sobre esta matéria, incluindo as transcrições das entrevistas a Clinton, realizada pelo FBI, deve ser tornada pública.

Apesar desta decisão, e por esta decisão, Donald Trump acusa Clinton de subornar Lynch ao garantir-lhe a permanência no seu posto, no caso de tornar-se Presidente, se esta deixasse o assunto cair.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

501 caixões e 200 sacos com cadáveres encontrados abandonados na Argentina

Autoridades francesas investigam salário do presidente do comité dos Jogos Olímpicos de Paris

Operação Pretoriano: Líder dos Super Dragões e dois funcionários do FC Porto detidos