EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Hillary e Trump cancelam comícios de campanha depois do tiroteio em Dallas

Hillary e Trump cancelam comícios de campanha depois do tiroteio em Dallas
Direitos de autor 
De  Nelson Pereira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente dos Estados Unidos Barack Obama vai encurtar a estadia na Europa para visitar no início da próxima semana a cidade de Dallas, onde cinco polícias foram mortos e sete feridos por um atirad

PUBLICIDADE

O presidente dos Estados Unidos Barack Obama vai encurtar a estadia na Europa para visitar no início da próxima semana a cidade de Dallas, onde cinco polícias foram mortos e sete feridos por um atirador que queria vingar os recentes assassinatos de dois jovens negros por polícias brancos.

Os dois candidatos presidenciais reagiram igualmente a esta espiral de violência.

Hillary Clinton prometeu regras claras para o uso da força pela polícia, para que não haja dúvidas “em que situações se justifica ou não o uso de armas letais.”

O candidato republicano, Donald Trump, anulou um comício em Miami e através das redes sociais transmitiu condolências às famílias atingidas pela violência dos últimos dias.

O candidato republicano anulou um comício em Miami e através das redes sociais transmitiu condolências às famílias atingidas pela violência dos últimos dias.

O famoso ativista do combate pelos direitos civis para os cidadãos negros, Jesse Jackson, denunciou um ambiente envenenado por ódios racistas e “retóricas anti-negros, anti-polícia, anti-latinos e anti-muçulmanos”:

“Este ataque contra os agentes da polícia foi um ato cobarde e insane de terrorismo e não representa de modo nenhum a nossa luta de muitos anos pela a paz e justiça para todos. Ao mesmo tempo que estamos de luto pelos polícias corajosos de Dallas, não devemos abandonar a luta para acabar com assassínos de homens negros como os de Louisiana e Minnesota. É demasiada violência, demasiado medo, ficamos todos menos seguros”, disse Jesse Jackson.

“killer robot”

Em Dallas, a polícia usou um robot para matar com um explosivo o atirador que disparara contra os agentes. De acordo com o perito em tecnologia de defesa, Peter Singer, foi a primeira vez que um robot foi usado para matar um ser humano fora de um cenário de guerra.

Yes, this is 1st use of robot in this way in policing. Marcbot has been ad hoc used this way by troops in Iraq. https://t.co/FfrsgLS2×1

— Peter W. Singer (@peterwsinger) 8 juillet 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden apela à libertação de jornalistas no jantar dos correspondentes de imprensa

Mike Pence: "A maioria dos norte-americanos acredita no nosso papel de líderes do mundo livre"

Homem imolou-se no exterior do tribunal onde Donald Trump está a ser julgado