Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Tóquio em alerta para as ogivas nucleares de Pyongyang

Tóquio em alerta para as ogivas nucleares de Pyongyang
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Japão reagiu ao quinto teste nuclear de Pyongyang, com um alerta para o que considera ser uma grave ameaça para a segurança do país.

Para o ministro da Defesa, Tomomi Inada, o regime comunista, “prossegue os esforços para fabricar ogivas nucleares”.

Em Tóquio, onde as baterias anti-aéreas protegem vários edifícios oficiais, os habitantes não escondem os receios:

“É assustador. Como cidadão japonês quero que o governo tome todas as medidas necessárias contra a Coreia do Norte”.

“Eu não acredito que a Coreia do Norte consiga aperfeiçoar o seu programa nuclear, o assustador é que tenham um acidente e que o Japão sofra as consequências”.

Apesar do forte terramoto provocado pela aparente explosão subterrânea, as autoridades de Tóquio afirmam não ter registado quaisquer sinais de radiação nuclear, após o teste norte-coreano.

Japão, Coreia do Sul e EUA convocaram um reunião de emergência, esta sexta-feira, do Conselho de Segurança da ONU para discutir o novo teste nuclear, após a aprovação recente de novas sanções contra o país.