Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Santos: entrevista com a euronews durante as negociações de Paz

Santos: entrevista com a euronews durante as negociações de Paz
Tamanho do texto Aa Aa

A euronews entrevistou, em novembro de 2014, o presidente colombiano, em plenas negociações de Paz. Aqui apresentamos um excerto:

Marta Sanchez, euronews: “As últimas notícias são de que as FARC pediram perdão às vítimas. Queria perguntar-lhe, senhor presidente, será justo que membros das FARC possam entrar no parlamento e participar na vida política? Têm-se elevado muitas vozes críticas…”

Juan Manuel Santos: “Isto é o que significa falar de Paz. Eles têm de entregar as armas e abandonar a violência e depois podem passar para a política, de forma democrática. É o processo de Paz. Veremos se eles ganham ou não assentos no parlamento, isso poderá fazer parte do acordo. O objetivo é que eles continuem com os seus ideais e o combate político, mas sem violência, nem armas.”

euronews: “Qual será o impacto económico dessa Paz para a Colômbia?”

Santos: “Haverá um número significativo de benefícios económicos e sociais. Pensamos que poderá adicionar em média 2 por cento ao crescimento anual. Temos a maior taxa de crescimento da América Latina e, na primeira metade do ano, atingimos os 5 por cento. Com a Paz, podemos alcançar os 7,2 por cento, se adicionarmos o “dividendo da paz’. Mas, principalmente, está tudo aquilo que diz respeito ao desenvolvimento na Colômbia rural. O desenvolvimento social é vital, porque temos seis milhões de deslocados internos, vítimas, e é difícil para eles sobreviver fora do seu elemento.”