EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

TPI considera Jean-Pierre Bemba culpado de corrupção de testemunhas

TPI considera Jean-Pierre Bemba culpado de corrupção de testemunhas
Direitos de autor 
De  Nara Madeira com LUSA
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Tribunal Penal Internacional declarou, o antigo vice-presidente congolês, Jean-Pierre Bemba, culpado de ter influenciado “de modo corrupto” várias testemunhas, apresentado provas falsas e solicitado

PUBLICIDADE

O Tribunal Penal Internacional declarou, o antigo vice-presidente congolês, Jean-Pierre Bemba, culpado de ter influenciado “de modo corrupto” várias testemunhas, apresentado provas falsas e solicitado a declaração de falsos testemunhos.

Former DRC Vice-President Jean-Pierre Bemba found guilty of tampering with witnesses at the ICC. IsaacKaledzi</a> <a href="https://twitter.com/akweiakwei">akweiakweiJoy997FM</a> <a href="https://t.co/Y87Vcb0WU4">pic.twitter.com/Y87Vcb0WU4</a></p>&mdash; Africa Feeds (theafricafeeds) 19 de outubro de 2016

Segundo o juíz Bertram Schmitt o “comportamento, francamente, criminoso” de Bemba e de cinco outros acusados resultou “em ofensas graves contra a (…) justiça”.

Este foi o primeiro julgamento da história do Tribunal Penal Internacional por corrupção de testemunhas e foi o resultado de uma denúncia anónima.

O antigo governante, de 53 anos, foi condenado, pela mesma instância, em junho, a 18 anos de prisão por crimes de guerra e contra a humanidade, mas apresentou recurso alegando “falhas” no julgamento.

Foi o primeiro caso do TPI em que um chefe militar foi responsabilizado pelos crimes dos seus homens. Entre eles violações e assassínios cometidos pela sua milícia na República Centro Africana.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden apoia o filho após condenação, mesmo sem indulto. "Estamos orgulhosos do homem que ele é hoje"

Hunter Biden, filho de Joe Biden, condenado em julgamento por três crimes de posse de arma

UE dividida sobre pedido de mandado do TPI contra governantes de Israel