Última hora

Venezuela adia eleições regionais num clima de crise política

Venezuela adia eleições regionais num clima de crise política
Tamanho do texto Aa Aa

A comissão eleitoral venezuelana anunciou o adiamento da data das eleições regionais por seis meses.

A decisão, que não foi justificada, ocorre num momento em que a oposição tenta convocar um referendo à demissão do presidente Nicolas Maduro.

O sufrágio previsto para o final do ano só deverá decorrer em Junho.

Face à impopularidade recorde do presidente, a oposição vai tentar reunir quatro milhões de assinaturas até ao final do mês para convocar uma consulta popular contra Maduro.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.