EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Marrocos aposta na maior central de energia solar do mundo

Marrocos aposta na maior central de energia solar do mundo
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O renome de Ouarzazate deve-se ao turismo e à indústria cinematográfica. Agora esta cidade prepara-se para mudar o panorama energético de Marrocos.

PUBLICIDADE

O renome de Ouarzazate deve-se ao turismo e à indústria cinematográfica, tendo servido de cenário a vários filmes. Agora esta cidade prepara-se para acolhera maior central de energia solar do mundoe mudar o panorama energético de Marrocos.

“Noor”, que significa “luz” em árabe, é o nome do complexo que vai integrar 4 centrais. A primeira etapa do projeto já está em funcionamento: são mais de meio milhão de painéis espelhados a produzir 160 megawatts de eletricidade, numa superfície de 450 hectares.

Segundo Youssef Stitou, gestor de projeto, “o princípio assenta nestes espelhos que refletem os raios solares e os encaminham para um tubo central, aquecendo um líquido calorífico que vai ajudar a produzir vapor. Isto vai alimentar uma turbina para produzir eletricidade que vai parar à rede nacional. Esta central possui um sistema de armazenamento térmico com uma capacidade de três horas”.

¿Cómo funciona la #energía#solar#CPS en la planta #Noor de #Ouarzazate#Marruecos? Eche un vistazo al vídeo: https://t.co/XQGTha2b85cnbc</a></p>&mdash; ICEX RABAT (ICEXrabat) 7 octobre 2016

A estação Noor 1 entrou em funcionamento em fevereiro. A tecnologia de base é a CSP, um sistema heliotérmico que consiste então em concentrar a energia solar recolhida num ponto preciso. “Mais de 30% do projeto foi feito por empresas locais, respeitando todos os prazos e padrões internacionais. Estamos orgulhosos”, diz Youssef Stitou.

A segunda e terceira etapas do complexo estão já a avançar. Ao todo, deverão acrescentar 350 megawatts à produção energética. O engenheiro Tarik Bourquouquou explica-nos que “o projeto Noor 2 recorre à mesma tecnologia que o Noor 1, com espelhos parabólicos, mas maiores para obter mais eficiência. O Noor 3 vai utilizar uma torre heliotérmica que será o maior edifício de África, 243 metros de altura”.

No final, prevê-se que este complexo possa abastecer de eletricidade mais de um milhão de pessoas. Cada fase de construção tem criado cerca de 2 mil postos de trabalho.

Noor é uma aposta central no objetivo de Marrocos em alcançar a meta de 42% de energia proveniente de fontes renováveis até 2020.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

23:11, a hora do pesadelo marroquino que se fez sentir até em Portugal

Turismo de massas em Espanha: as Ilhas Baleares estão a afogar-se?

Excesso de turismo em Atenas: a ameaça e as soluções em estudo