A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Marrocos aposta na maior central de energia solar do mundo

Marrocos aposta na maior central de energia solar do mundo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O renome de Ouarzazate deve-se ao turismo e à indústria cinematográfica, tendo servido de cenário a vários filmes. Agora esta cidade prepara-se para acolhera maior central de energia solar do mundoe mudar o panorama energético de Marrocos.

“Noor”, que significa “luz” em árabe, é o nome do complexo que vai integrar 4 centrais. A primeira etapa do projeto já está em funcionamento: são mais de meio milhão de painéis espelhados a produzir 160 megawatts de eletricidade, numa superfície de 450 hectares.

Segundo Youssef Stitou, gestor de projeto, “o princípio assenta nestes espelhos que refletem os raios solares e os encaminham para um tubo central, aquecendo um líquido calorífico que vai ajudar a produzir vapor. Isto vai alimentar uma turbina para produzir eletricidade que vai parar à rede nacional. Esta central possui um sistema de armazenamento térmico com uma capacidade de três horas”.

A estação Noor 1 entrou em funcionamento em fevereiro. A tecnologia de base é a CSP, um sistema heliotérmico que consiste então em concentrar a energia solar recolhida num ponto preciso. “Mais de 30% do projeto foi feito por empresas locais, respeitando todos os prazos e padrões internacionais. Estamos orgulhosos”, diz Youssef Stitou.

A segunda e terceira etapas do complexo estão já a avançar. Ao todo, deverão acrescentar 350 megawatts à produção energética. O engenheiro Tarik Bourquouquou explica-nos que “o projeto Noor 2 recorre à mesma tecnologia que o Noor 1, com espelhos parabólicos, mas maiores para obter mais eficiência. O Noor 3 vai utilizar uma torre heliotérmica que será o maior edifício de África, 243 metros de altura”.

No final, prevê-se que este complexo possa abastecer de eletricidade mais de um milhão de pessoas. Cada fase de construção tem criado cerca de 2 mil postos de trabalho.

Noor é uma aposta central no objetivo de Marrocos em alcançar a meta de 42% de energia proveniente de fontes renováveis até 2020.