Polícia francesa captura líder da organização terrorista espanhola ETA

Polícia francesa captura líder da organização terrorista espanhola ETA
De  Francisco Marques com EFE, Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Mikel Irastorza foi apanhado por volta das seis horas da manhã em Ascain, nos Pirenéus Atlânticos, na companhia de duas outras pessoas, igualmente detidas.

PUBLICIDADE

Foi capturado este sábado na região francesa do País Basco aquele que se presume ser o atual líder da organização terrorista basca ETA (“Euskadi Ta Askatasuna”, em português Pátria Basca e Liberdade).

Mikel Irastorza foi capturado por volta das seis horas da manhã (menos uma hora em Lisboa) numa moradia em Ascain, na zona dos Pirenéus Atlânticos, no sul de França, na companhia de duas outras pessoas: um espanhol, 59 anos, e uma francesa, de 56, também detidos. > #ÚLTIMAHORA | Detenido en #Francia Mikel Irastorza, el máximo dirigente de #ETA en una operación de la guardiacivil</a></p>&mdash; Ministerio Interior (interiorgob) 5 de novembro de 2016

Irastorza é descrito em Espanha como o último chefe do grupo separatista basco, cargo que terá assumido após a detenção, em setembro do ano passado, dos então líderes do grupo, David Pla e Iratxe Sorzabal, em Saint-Étienne-de-Baïgorry, localidade nos Pirenéus franceses colada à fronteira com a Espanha e próxima do País Basco.

Após a operação conjunta deste sábado das forças antiterrorismo francesas e da guarda civil espanhola, restarão apenas cinco etarras em fuga.

#BuenasNoticias
Detenido en #Francia Mikel Irastorza, el máximo dirigente de #ETA en una operación de la DGSI francesa y la guardiacivil</a> <a href="https://t.co/5tDzK39Dna">pic.twitter.com/5tDzK39Dna</a></p>&mdash; Guardia Civil (guardiacivil) 5 de novembro de 2016

Mikel Irastorza é o sétimo dirigente etarra a ser detido desde que a organização declarou, há cinco anos, o fim da luta armada pela independência basca, e seria ele que estaria a tentar negociar com o governo francês um acordo que permitisse ao grupo sair da clandestinidade através da entrega de armas.

A captura de Irastorza sucede à descoberta no mês passado de um esconderijo da ETA, numa zona florestal junto à localidade francesa de Carlepont, onde estavam 145 armas de porte pequeno, o maior arsenal do grupo basco encontrado depois de 2004.

Detenida la pareja que alojaba en su domicilio de Ascain al jefe de ETA, Mikel Irastorza https://t.co/PySS8wmj1s

— El Periódico (@elperiodico) 5 de novembro de 2016

Mikel Irastorza, el séptimo dirigente etarra detenido desde el «cese definitivo» de la violencia en 2011 https://t.co/zDsTsAHLWW

— ABC.es (@abc_es) 5 de novembro de 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Paris: Três feridos após ataque com faca em estação de comboio

Paris em segurança máxima na passagem de ano

Estrasburgo, a "capital do Natal", já não consegue receber mais turistas