Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Migrantes rumo à UE: Confrontos junto à Croácia e mais 1500 pessoas na Sicília

Migrantes rumo à UE: Confrontos junto à Croácia e mais 1500 pessoas na Sicília
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um grupo com pouco mais de 100 migrantes, em trânsito pela Sérvia, entrou em confronto esta segunda-feira com as autoridades fronteiriças ao tentar forçar a entrada na Croácia.

Os migrantes terão caminhado mais de uma centena de quilómetros desde Belgrado, na esperança de poderem cruzar a fronteira e seguir viagem rumo ao centro norte da União europeia. O grupo ainda conseguiu furar o cordão de segurança sérvio, mas foi intercetado por agentes de ambos os países antes de conseguir entrar na Croácia e teve de recuar após algumas escaramuças.

Oriundos na maioria do Afeganistão e do Paquistão, estes migrantes exigiam cruzar a fronteira, mas esbarraram na intransigência croata e tiveram de voltar para centros de abrigo na Sérvia, país onde estarão registados quase 6500 migrantes, de acordo com a agência para os Refugiados das Nações Unidas.

Resgates no Mediterrâneo continuam aos milhares

À Sicília, no sul de Itália, chegaram esta segunda-feira cerca de 1400 migrantes resgatados no Mediterrâneo durante o fim de semana. Entre os vários barcos envolvidos nas operações de busca e salvamento destes últimos dias, estava o “Dignity 1”, ao serviço dos Médicos Sem Fronteiras e que desembarcou pela manhã em Pozzallo.

A bordo do “Dignity 1” estariam mais de 300 migrantes e refugiados. Cerca de 55 deles, alertam os Médicos Sem Fronteiras, eram crianças desacompanhadas. “Imagine o seu filho de 16 anos a cruzar sozinho o deserto e depois o mar”, lança a organização através do Twitter para criar mais identificação dos seguidores com estes adolescentes em fuga.

De acordo com a agência das ONU para os Refugiados, só este ano já terão chegado à Europa através do mar quase 340 mil migrantes e refugiados. Mais de 4200, a agência presume que tenham perdido a vida no Mediterrâneo.