Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Esclerose lateral amiotrófica: O dispositivo que interpreta o discurso da mente

Esclerose lateral amiotrófica: O dispositivo que interpreta o discurso da mente
Tamanho do texto Aa Aa

Hanneke de Bruijne foi diagnosticada com esclerose lateral amiotrófica, em 2008. É uma doença neurodegenerativa progressiva que afeta as células nervosas do cérebro e da medula espinal. O físico britânico Stephen Hawking também sofre desta condição. Os pacientes agora podem comunicar graças a um implante inserido no cérebro.

Trata-se de um dispositivo de platina desenvolvido por neurocientistas, como Nick Ramsey, da Universidade de Utrecht: “A eletricidade sobe quando eu movo a minha mão, acontece o mesmo com alguém que está paralisado, a eletricidade vai subir, mas como os nervos motores não funcionam ela não se consegue mexer. Mas a eletricidade move-se de qualquer forma e o sinal faz todo o percurso até este sensor. O dispositivo é aplicado no crânio e os fios estão debaixo da pele. Está dentro do corpo e não existe nenhum risco de infeção após a cirurgia.”

O implante faz a leitura da atividade cerebral dos eletrodos implantados e envia um sinal para um dispositivo parecido com um pacemaker. Este dispositivo comunica-se de forma wireless com um computador convertendo o sinal num clique. A paciente imagina que move a mão direita para criar o sinal: “é preciso este software especial para escolher as letras. O fator limitante é que 90% do tempo ela está à espera que a parte direita do ecrã se ilumine, para que possa clicar. Isso é algo que pode ser melhorado, mas o nível de rapidez será o mesmo”, conclui Nick Ramsey.

A equipa de investigadores planeia expandir o estudo e incorporar implantes em vinte pacientes, no futuro.