Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Sindicatos espanhóis prometem manter luta pela reversão da austeridade

Sindicatos espanhóis prometem manter luta pela reversão da austeridade
Tamanho do texto Aa Aa

Um mês e meio depois da tomada de posse de Mariano Rajoy para um segundo mandato, estão de volta a Espanha os protestos contra a política laboral e a manutenção das medidas de austeridade.

Os sindicatos iniciaram, quinta-feira, um ciclo de manifestações nas principais cidades regionais que culminou com uma marcha, na capital, este domingo.

O líder da UGT, Josep Maria Alvarez, disse que “estas manifestações continuarão enquanto for necessário. Só dependem da capacidade do governo não apenas para dialogar, mas também para negociar de verdade e fazer acordos”.

Uma manifestante acrescentou que “estamos a passar por uma situação insustentável, muitos jovens e estudantes já não conseguem viver assim e é por isso que protestamos, que regressámos às ruas”.

Espanha precisou de quase de um ano para ter novo governo, já que o partido de centro-direita foi o mais votado mas sem maioria absoluta.

O chefe de Governo já disse que não vai reverter as reformas estruturais nem os compromissos para o défice orçamental negociados com a Comissão Europeia.