EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Donald Trump ameaça General Motors e Ford desvia investimento do México para os EUA

Donald Trump ameaça General Motors e Ford desvia investimento do México para os EUA
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Ford garante que não há nem acordos nem pressões, mas decidiu cancelar a construção de uma nova fábrica no México e desviou o investimento de 700 milhões de dólares para os Estados…

PUBLICIDADE

A Ford garante que não há nem acordos nem pressões, mas decidiu cancelar a construção de uma nova fábrica no México e desviou o investimento de 700 milhões de dólares para os Estados Unidos. Esta mudança nos planos da construtura automóvel acontece no mesmo dia em que o Presidente eleito, Donald Trump, ameaçou aplicar uma “grande taxa aduaneira” à General Motors (GM) para todos os veículos que forem construidos do lado de lá da fronteira.

O presidente executivo da Ford, Mark Fields, explicou mesmo que a decisão representa um “voto de confiança” no ambiente propício aos negócios criado por Donald Trump, que toma posse a 20 de Janeiro.

Coincidência ou não, antes deste anúncio, Trump publicou uma mensagem no Twitter onde dizia que a “General Motors tinha decidido produzir o modelo Chevy Cruze no México” e deixou uma ameaça: “Produzam-no nos Estados Unidos ou paguem uma grande taxa aduaneira”.

General Motors is sending Mexican made model of Chevy Cruze to U.S. car dealers-tax free across border. Make in U.S.A.or pay big border tax!

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) 3 de janeiro de 2017

Recorde-se que mesmo durante a campanha para as presidenciais, Donald Trump acusou a GM, que inclui marcas como a Chevrolet e a Cadillac, de importar do México para os Estados Unidos este modelo de carro sem pagar impostos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

General Motors vai encerrar oito fábricas

GM anuncia vaga de despedimentos

Robert de Niro chama "palhaço" a Donald Trump à porta do tribunal