Última hora

Última hora

Ameaça de boicote na Taça das Nações Africanas no Gabão

Ameaça de boicote na Taça das Nações Africanas no Gabão
Tamanho do texto Aa Aa

No Gabão está tudo a postos para o pontapé de saída da Taça das Nações Africanas, já este sábado com o primeiro jogo entre a equipa da casa e Guiné-Bissau, mas a febre do futebol não contagiou toda a gente no país.

Antes pelo contrário, o líder do principal sindicato, Jean Remy Yama, apela a um boicote à competição:

“A segunda Taça das Nações no país em cinco anos não tem justificação financeira. Está a ser organizada em detrimento de infraestruturas essenciais e que estavam planeadas nos setores da saúde e da educação.”

E se em 2012, o Gabão ainda acolheu as 16 melhores equipas africanas a meias com a Guiné Equatorial, desta vez está só. Apesar das dificuldades, para o ministro da Função Pública, Jean-Marie Ogandanga, os protestos dos sindicatos não têm qualquer lógica.