Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Venezuela: Novas notas entraram em circulação

Venezuela: Novas notas entraram em circulação
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os venezuelanos têm finalmente nas mãos as novas notas prometidas pelo presidente Nicolás Maduro. O sucessor de Hugo Chávez anunciou a 15 de dezembro a retirada das notas de 100 bolívares, até então a mais alta em circulação, e a criação de novas notas, dos 500 aos 20 mil bolívares. O objetivo é enfrentar uma inflação que, de acordo com dados não-oficiais, terá sido de 700 por cento no ano passado.

Nas ruas há quem discorde da medida porque “ao se colocar mais dinheiro em circulação está-se a atrair mais inflação e que a situação económica se vai degradar” – afirma Gustavo Castillo, residente em Caracas.

As notas colocadas a circular na segunda-feira eram poucas para satisfazer a procura. O presidente Maduro acabou por prolongar o período de circulação das notas de 100 bolívares até 20 de fevereiro quando, em dezembro, manifestou a intenção de as retirar em três dias.

Uma nota de 500 bolívares vale cerca de 14 cêntimos de dólar no mercado negro, de acordo com o site venezuelano dollartoday.com.-feira eram poucas para satisfazer a procura. O presidente Maduro acabou por prolongar o período de circulação das notas de 100 bolívares até 20 de fevereiro quando, em dezembro, manifestou a intenção de as retirar em três dias.

Uma nota de 500 bolívares vale cerca de 14 cêntimos de dólar no mercado negro, de acordo com o site venezuelano dollartoday.com.