EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Bruce Springsteen: "Compreendo os eleitores de Trump"

Bruce Springsteen: "Compreendo os eleitores de Trump"
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O cantor da classe trabalhadora americana apela a uma "nova resistência".

PUBLICIDADE

Se a cantiga é uma arma, Bruce Springsteen sabe-o bem e pretende usá-la contra o novo presidente norte-americano.

O cantor, conhecido como “The Boss”, participou ativamente nas campanhas de Barack Obama e Hillary Clinton.

“Os nossos corações e espíritos estão com todos aqueles que estiveram nas manifestações e nós, a E Street Band, fazemos parte da nova resistência”, disse, na primeira entrevista desde a tomada de posse de Trump.

Conhecido por ser o cantor da classe operária americana, os blue collars, Springsteen diz compreender os eleitores de Trump: “Muita gente boa votou em Trump devido a tudo aquilo sobre que ando a escrever há 30 anos – A desidustrialização dos Estados Unidos, a globalização e a revolução tecnológica afetaram muita gente e com muita força. A recuperação que aconteceu nos Estados Unidos não chegou a muitas pessoas e nesse contexto as pessoas tornam-se presas fáceis para um demagogo como Donald Trump”.

Os primeiros grandes protestos contra Trump aconteceram ainda nas primeiras 24 horas do mandato e juntaram milhões de pessoas Springsteen está em digressão na Austrália e não pode participar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Bruce Springsteen faz 70 anos

Biden apela à libertação de jornalistas no jantar dos correspondentes de imprensa

Mike Pence: "A maioria dos norte-americanos acredita no nosso papel de líderes do mundo livre"