EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Negociações de paz sobre a Síria terminam sem "fumo branco"

Negociações de paz sobre a Síria terminam sem "fumo branco"
Direitos de autor 
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Depois de oito dias de conversações, em Genebra, na Suíça, não há resultados concretos mas foi definida uma agenda para a próxima ronda de negociações de paz sobre a Síria, que deverão ser retomadas n

PUBLICIDADE

Depois de oito dias de conversações, em Genebra, na Suíça, não há resultados concretos mas foi definida uma agenda para a próxima ronda de negociações de paz sobre a Síria, que deverão ser retomadas no final de março.

Para o enviado especial da ONU Staffan de Mistura, estes encontros, permitiram criar uma “agenda clara” em 4 pontos, suficientemente importante.

Para o representante da principal delegação da oposição esta ronda foi “mais positiva” do que as anteriores:

“Posso dizer que desta vez foi mais positivo. Foi a primeira vez que discutimos questões relacionadas com o futuro da Síria de forma aceitável, em profundidade, o futuro da transição política, e acordámos, com Staffan de Mistura a realização de uma nova ronda”, adiantou Nasr al-Hariri.

Os quatro pontos que serão debatidos na próxima ronda são as questões de governação, a luta contra o terrorismo, acrescentada a pedido da delegação do governo sírio, a Constituição e a realização de eleições sob a supervisão das Nações Unidas.

Em oito dias de negociações, as partes beligerantes não negociaram, face a face. Os encontros decorreram sempre entre o mediador da ONU e os enviados do governo sírio ou os da oposição.

A guerra na Síria,que já fez mais de 310 mil mortos e milhões de refugiados, entra, a 15 de março, no sétimo ano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Relógios de luxo batem recordes na feira Watches and Wonders em Genebra

Novos ataques aéreos israelitas em Gaza fazem pelo menos 100 mortos

Salão Automóvel de Genebra está de volta