Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

China fixa crescimento para 2017 nos 6,5% e promete combater a poluição

China fixa crescimento para 2017 nos 6,5% e promete combater a poluição
Tamanho do texto Aa Aa

A China fixou a meta de crescimento para este ano nos 6,5%, o valor mais baixo desde 1990. O relatório das orientações económicas do governo foi apresentado na abertura da sessão anual da Assembleia Nacional Popular:http://data.worldbank.org/indicator/NY.GDP.MKTP.KD.ZG?end=2015&locations=CN&start=1985.

No programa para 2017, Pequim quer manter a inflação em torno dos 3% e criar 11 milhões de postos de trabalho nas cidades.

Aos mais de três mil membros do parlamento, que estará reunido até ao dia 15 deste mês, o primeiro-ministro, Li Keqiang deixou uma mensagem de otimismo, referindo que “os elementos essenciais da economia chinesa continuam sólidos. Os rácios de capital e as provisões de cobertura dos bancos continuam a ser elevados”, que há “muitos instrumentos financeiros que podem ser utilizados” e existe a “confiança, a capacidade e os meios para prevenir riscos sistémicos”.

No discurso, o chefe do executivo reiterou que a China está contra “qualquer tipo de protecionismo” numa altura em que há uma “tendência antiglobalização”. Pequim garante ainda que irá acelerar a luta contra a poluição, prometendo modernizar centrais a carvão e retirar de circulação os veículos mais poluentes.