Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Alemanha investiga se consulado dos EUA tem servido a uma alegada operação de espionagem eletrónica da CIA

Alemanha investiga se consulado dos EUA tem servido a uma alegada operação de espionagem eletrónica da CIA
Tamanho do texto Aa Aa

Segundo a Wikileaks, o consulado dos Estados Unidos em Frankfurt estará a ser usado pela CIA como fachada para uma “vasta operação de espionagem“eletrónica”:https://www.publico.pt/2017/03/08/tecnologia/noticia/perguntas-e-repostas-sobre-a-informacao-divulgada-pelo-wikileaks-1764419, com alvos na Europa, África e Médio Oriente.

A acusação fez novamente soar o alarme em Berlim. As autoridades alemãs estão a “estudar cuidadosamente” os documentos revelados pela organização de Julian Assange e prometem “abrir uma investigação” oficial se encontrarem “provas de atos criminosos”.

O facto de o governo alemão “não conseguir explicar o aumento e redução do número de funcionários” das representações diplomáticas dos Estados Unidos “é uma pista” que algo está a acontecer e, por isso, “o assunto tem de ser investigado”, refere um deputado dos Verdes, Konstantin von Notz, que também preside à comissão parlamentar que investiga o escândalo de espionagem da NSA.

A Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA) é alvo de um inquérito na Alemanha na sequência das alegações de Edward Snowden de que, entre outras ações de vigilância, a NSA terá escutado as conversas telefónicas de vários líderes mundiais, incluindo as da chanceler Angela Merkel.