EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

'Brexit': Lord Haseltine demitido após infligir novo revés a Theresa May na Câmara dos Lordes

'Brexit': Lord Haseltine demitido após infligir novo revés a Theresa May na Câmara dos Lordes
Direitos de autor 
De  Euronews com reuters, lusa, afp
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Figura histórica dos conservadores, o Lorde Haseltine foi demitido de consultor do governo após contribuir para segundo revés do executivo nas discussões sobre o 'brexit' na Câmara dos Lordes.

PUBLICIDADE

Antigo vice-primeiro-ministro e figura histórica do partido conservador, o Lorde Michael Heseltine foi demitido das funções de conselheiro do governo britânico, poucas horas depois de ter contribuído para a aprovação de uma segunda emenda à legislação do ‘brexit’, que deixou o executivo furioso.

O reputado Lorde Haseltine liderou uma ‘revolta’ na Câmara dos Lordes, que terminou com a aprovação de uma emenda que dá ao Parlamento britânico poder de veto sobre os termos finais do acordo de saída da União Europeia antes que este seja debatido e votado no Parlamento Europeu. Se Londres e Bruxelas não chegarem a um acordo, o Parlamento britânico também terá de votar para aprovar a saída.

Referindo que se tratou da “votação mais participada”, pelo menos “nos últimos dois séculos”, o líder da Câmara dos Lordes, o conservador Lorde Strathclyde considera que o facto de ter existido uma “grande maioria é uma deceção para o governo, para os conservadores e para os que tentam cumprir com aquilo que o povo votou no referendo do ano passado”.

Trata-se de mais um revés para Theresa May. A primeira-ministra apelou para que o processo do ‘brexit’ não sofresse atrasos, mas já tinha visto os lordes introduzirem outra emenda para garantir os direitos dos cidadãos da União Europeia residentes no Reino Unido.

A legislação voltará agora a ser submetida à Câmara dos Comuns, onde os conservadores têm uma pequena maioria e se houver novas alterações, o ‘ping-pong’ político irá continuar, atrasando a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa para dar início às negociações de saída do Reino Unido da União Europeia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Stonehenge intacto após ato de vandalismo de ativistas pelo clima

Nigel Farage ultrapassou pela primeira vez partido do primeiro-ministro Rishi Sunak

Afinal, Nigel Farage vai concorrer às eleições no Reino Unido