A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Contas do Twitter de várias organizações pirateadas por alegados partidários de Erdogan

Contas do Twitter de várias organizações pirateadas por alegados partidários de Erdogan
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A rede social Twitter foi atacada por hackers.
Várias contas foram invadidas, alegadamente, por partidários do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

As contas da Amnistia Internacional e da Unicef estão entre as vítimas. A mensagem publicada demonstra hostilidade relativamente aos Países Baixos e à Alemanha e um franco apoio ao presidente turco.

Os atacantes também piratearam contas de outras marcas, personalidades, meios de comunicação e até mesmo de universidades.

As mensagens publicadas incluem a frase: “Encontramo-nos a 16 de abril” – a data do referendo na Turquia que pretende dar mais poderes ao Presidente e um vídeo com um discurso Erdogan, no qual diz: “se morrermos, morreremos como homens”.

Este ataque digital acontece depois da Alemanha ter cancelado alguns comícios no país e dos Países Baixos terem barrado a entrada a ministros turcos.